14 de dez de 2008

Noções de Direito


Naquela época, ele devia ter uns seis anos. Era magrinho e bem miudinho. Cotidianamente, fazia favores para todos os outros moradores da casa. Ajudava o pai a carregar sua pasta de trabalho, pegava água na cozinha para a mãe, deixava a irmã mais velha (e muito medrosa!) dormir com ele na sua cama. Só que, um dia, com ar de seriedade, convocou seus familiares para uma reunião.

- O que foi meu filho?- questionou a mãe sempre preocupada com doenças.

Ele nada respondeu. Preferiu entregar, logo de uma vez, o pequeno papel amarelo. Neste se lia:

"Nas minhas férias, não vou fazer fafores."

Sim, ele estava ainda aprendendo a ler e escrever. Mas, desde então, já sabia muito bem o que eram direitos trabalhistas.
(Gente, essa história é verdade! O menino personagem é meu irmão!)

13 comentários:

Cami disse...

E a gente que pensa em subestimar crianças...
São mais espertos que os adultos!

Bjão!

Bernardo Guimarães disse...

Que ótimo!adorei a estorinha.

Chorik disse...

Renata, delícia de história desse menino maluquinho e pré-sindicalista.
Fiz muito isso de pedir favores, somente eu, à minha caçula e ela um dia também se rebelou, mas isso foi aos nove, sem bilhetes e muito direta no ataque à minha preguiça: Não ajudarei mais a aumentar sua barriga papai.
E por falar em direitos trabalhistas, veremos até que ponto a crise financeira servirá para alterá-los, modernizá-los ou até suprimi-los.
Bj

Maria Muadiê disse...

Que história linda, adorei!

Eliana Mara disse...

Acho o Menino Maluquinho um gênio!
E quero fazer desta frase dele um mantra das minhas férias!

fiquei toda, toda, de estar linkada aqui!


beijins

José Ricardo da Hora Vidal disse...

Mesmo sendo verdadeiro, gostei do micro-conto... E também preciso aprender uns truques com ele...

Clara Mazini disse...

As crianças têm a grande qualidade de questionar o porquê das coisas. Vai ver por isso são tão espertas!

Saudade disso.

Anônimo disse...

Confesso que adoro essas historias do seu irmão...ele é uma figura!será que vai seguir a área trabalhista???seria bom!rs
bjinhos

Renata Belmonte disse...

Acho que sim! Ele estagia na área trabalhista!
Bjs

M. disse...

Que menino esperto! Ele já sabia que todos precisamos de um tempo só pra nós. Beijos. M.

Flamarion disse...

Muito legal! Amo crianças por isso: elas são sinceras e surpreendentes. Têm muito a nos ensinar.
Beijos, Renata.

Nicolau disse...

Seu irmão lê a CLT antes de dormir? Brincadeira. Excelente blog.

Grupo URI disse...

Isto chama-se consciência política.
rsrsrsrsrs...As crianças muitas vezes têm mais consciência que certos adultos.Esta história é uma prova disto!