1 de fev de 2009

Seis coisas que não sabem sobre mim




A autora deste blog, desde já, agradece aos amigos Mayrant Gallo, Aeronauta, Bernardo Guimarães e Maria Sampaio pela indicação ao selo. E, dando continuidade ao protocolo, seguem as seis coisas que vocês não sabem sobre ela:

1- Ela tem obsessão por equilíbrio. Portanto, sempre que algo bom acontece ela faz uma pequena besteira para compensar. O mesmo acontece quando ocorre uma situação triste. Quase sempre, acaba indo se consolar com potes enormes de sorvete(isso lhe traz muita alegria.)
2- Ela tem ótimas amigas, mas não gosta de sair de casa. O Vestígios é quase toda a sua vida social.
3- Ela, praticamente, almoça todos os dias o mesmo prato: polvo com batatas.
4-Aos seis anos, escreveu uma música e a cantou num festival infantil. Ganhou o primeiro lugar. Mesmo assim, deste dia em diante, resolveu que jamais faria algo parecido na vida.
5- Adora o Direito, mas detesta ficar trancafiada em escritórios de advocacia
6- Tem pequenas doenças com muita frequência.

Os sete blogs (sim, sete!) que escolho são os das pessoas que me escolheram (eu os visito de forma obrigatória), além do Embrulho no Estômago, Madame K e Leitora Crítica. Por fim, devo dizer que todos os outros blogs que estão no Outros Vestígios também tem um sabor especial.

12 comentários:

Carlos Vilarinho disse...

Polvo com batatas é massa...

Ricardo disse...

post interessante,
principalmente a coisa número dois...

:)

Chorik disse...

Surpreendi-me, confesso. Do 1 ao 6.

Pollyanna disse...

Como é que eu faço pra falar com você? Eva simplesmente nao quer que eu tenha nenhum contato com você. Ciúmes bobo, né? rs.

Renata Belmonte disse...

Polly,
Me ligue! Peça meu tel para Eva. Acho que ela não vai chegar ao ponto de se recusar.(rs)
Bjs!
PS: Me mande seu e-mail.

Gerana Damulakis disse...

Obrigada por incluir o meu Leitora nas suas preferências: a recíproca é verdadeira, visito o Vestígios diariamente. Outro dia cheguei a escrever um texto com o título "O inverso de Renata" porque nós vamos nos conhecendo com esta história de blogs, mas acabei não postando (um dia, quem sabe!). O texto não visa uma comparação enaltecendo ou denegrindo o modo de ser de Renata ou Gerana, é apenas uma reflexão sobre as posturas diante da vida. Afinal, nós, que lemos e/ou escrevemos como uma necessidade da alma, gostamos de traçar perfis, criar etc. E obrigada mais uma vez pela fidelidade.

Georgio Rios disse...

Renata, deixei uma pequena homenágem a você em meu blog!!Espero que goste.

aeronauta disse...

Obrigada por estar aqui!

Palatus disse...

Vou experimentar o "polvo com batatas"...rsrsr

Mônica Menezes disse...

Nossa, como eu me identifico com a primeira confissão, sobretudo no que se refere ao pote de sorvete, eu acrescentaria ainda barras de chocolate. Beijos.

Anônimo disse...

Olá renata.
Sugiro a publicação do texto da música que você fez quando tinha 6 anos.
Outra coisa: me ajude a entregar um cd a Eva.rsrrs faz 6 meses que não consigo essa façanha..rs Está mais fácil marcar uma audiência com atriz Eva Mendes..rsr Vestígios e sua função social.rs
Abraço..Rodrigo rtsg@pop.com.br

Renata Belmonte disse...

Rodrigo,
Vou falar com ela. Reza a lenda que eu sou a única pessoa capaz de falar com ela todo dia.(rs)
Bjs,
Renata