14 de abr de 2009

Para matar Camille Paglia do coração...


Breve conselho de uma avó para a neta no capítulo de hoje da novela das oito:

- Você tem que aprender a dançar. Um homem não olha para os livros que a mulher carrega quando quer encontrar uma noiva...


6 comentários:

Bernardo Guimarães disse...

para matar nóis tudo do coração!

P.S.: comecei a ler vestigios agora,depois te conto.

miro paternostro disse...

nao só CP, mas todos os seres humanos com um mínimo de discernimento, confesso ter vist dois capítulos da novela para ter do que falar, aquilo lá é pior de que música de Jorge Ben na sua fase de enciclopédia para massas. um verdadeiro terror.
para que nao me massacrem, adoro Jorge Ben, do tempo em que era Jorge Ben, depois dos anos setenta, e nos anos oitenta ele comecou a se transformar nesta outra coisa que nem sei como calssificar, mas foi depois da fase de enciclopédia para massas que ele ficou chatou.
e viva Camile Paglia!!!!

aeronauta disse...

Esta novela é realmente uma das coisas mais bestas que tenho visto nos últimos tempos. Como falamos lá na minha terra, é "uma bestajada só". E eu ainda assisto essa porcaria.

Ricardo disse...

todo mundo carrega muitas coisas...

definir alguém pelos livros que carrega ou lê, pelo que veste, e blablabla é reduzir uma pessoa a um simples objeto ou caricatura. reconheço a existencia de muitas.
a multiplicidade, diversidade de características e qualidades é que faz o ser humano.
por isso aquele que olha para uma mulher sob um único ponto de vista, seja ou não pelos livros que carrega ou lê, não deixa de ser uma atitude reducionista...

bjos

denissonpadilhafilho disse...

Falou tudo,Ricardo.
Criticar um reducionismo com outro não resolve,concordo com você.
Até porque, quase nunca os discursos que encampamos(ou representações que pretendemos ser) são "lidos" rigorosamente como idealizamos.
POnto de vista reduz.Um olhar lançado, se não resolve (pra quem lança o olhar), pelo menos considera as inúmeras possibilidades que cada um pode ser e é.

Renata Belmonte disse...

Denisson,
Como já disse para o Ricardo: concordo plenamente.
Bjs