21 de nov de 2008

A paixão segundo G.H.

"É difícil perder-se. É tão difícil que provavelmente arrumarei depressa um modo de me achar, mesmo que achar-me seja de novo a mentira de que vivo, Até agora achar-me era já ter uma idéia de pessoa e nela me engastar: nessa pessoa organizada eu me encarnava, e nem mesmo sentia o grande esforço de construção que era viver. A idéia que eu fazia de pessoa vinha de minha terceira perna, daquela que me plantava no chão. Mas e agora? estarei mais livre?"

Clarice Lispector

5 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Gosto de Clarice Lispector. A preferência: A Paixão segundo GH.
Valeu, Renata! Beijo de Maria

Bernardo Guimarães disse...

Clarice me lava a alma. Valeu a lembrança.
PS: vou atras dos outros livros!

Katia Borges disse...

Ah, Clarice. Sempre inacreditável. muito bacana, o texto. Bj

aeronauta disse...

Lembro bem da primeira vez que li esse livro: com espanto e felicidade a cada página.

Jana disse...

Grande!

:)