5 de ago de 2008

A Favorita


A Favorita é a novela mais subversiva que assisti nos últimos tempos. Cheia de personagens fortes e interpretações vigorosas, ela inverteu a clássica regra dos folhetins: começou sem vilões e mocinhos definidos. Seu autor, João Emanuel Carneiro, já tinha dado provas em Cobras e Lagartos e em Da cor do pecado de que não iria aceitar condicionamentos de nenhuma ordem. Pela primeira vez, tivemos a oportunidade de acompanhar uma novela em que os protagonistas eram negros sem que isto pudesse ser interpretado como manifestação de algo politicamente correto. Não, não havia qualquer discurso moralizante ou coisa do gênero.

O mesmo está acontecendo em A Favorita. Afinal de contas, é muita coragem, num país dominado por idéias maniqueístas, colocar a personagem "desfavorecida e coitadinha" como grande vilã. Seria fácil e cômodo definir Donatella Fontini, perua assumida, como a culpada por tudo. Desta forma, o autor atenderia a máxima socialista "ricos ruins, pobres bons" e deixaria assegurado o processo de identificação do público com sua trama.

A ficção serve para quebrar barreiras, fazer pensar, contestar máximas. E, num país onde se lê pouco, as novelas assumem um papel relevante. Que bom que João Emanuel Carneiro sabe disso. E que bom que a Globo tenha se permitido, em horário nobre, correr tal risco.

6 comentários:

aeronauta disse...

Isso é verdade, Renata. João Emanuel Carneiro é o diferencial mesmo da globo, com suas novelas sem o chato do policamente correto, dos panfletos horrorosos.

Personagem Principal disse...

Essa novela deve ser tudo, pq só se fala dela ultimamente. Já li uns 3 posts hj só no blog do Noblat... Uma pena que estou na aula esse horário. Beijo.

Anônimo disse...

Realmente.. as novelas brasileiras têem muita influência em nossa sociedade, e têem sido responsaveis pela quebra de muitos tabus. Também tenho adorado esta visão anti-maniqueísta do autor; Isto é que tem feito de "A Favorita" uma novela bem realista!

Anônimo disse...

Adorei a reflexão :)
besos,
Anna

O minimalista disse...

Concordo minina, a novela tem mt me surpreendido, mas naum sei se o grande publico consegue acompanhar a trama e degustá-la

On The Rocks disse...

A Favorita me surpreendeu. Tenho dedicado um pouco do meu tempo para esta novela que tem mexido muito comigo.
Até mais.