15 de jul de 2007

Dos rostos desconhecidos do subcomandante Marcos e da Senhorita B:


"Marcos é gay em São Francisco, negro na África do Sul, asiático na Europa, hispânico em San Isidro, anarquista na Espanha, palestino em Israel, indígena nas ruas de San Cristóbal, rockero na cidade universitária, judeu na Alemanha, feminista nos partidos políticos, comunista no pós-guerra fria, pacifista na Bósnia, artista sem galeria e sem portfólio, dona de casa num sábado à tarde, jornalista nas páginas anteriores do jornal, mulher no metropolitano depois das 22h, camponês sem terra, editor marginal, operário sem trabalho, médico sem consultório, escritor sem livros e sem leitores e, sobretudo, zapatista no Sudoeste do México. Enfim, Marcos é um ser humano qualquer neste mundo. Marcos é todas as minorias intoleradas, oprimidas, resistindo, Subcomandante Marcos, em 28exploradas, dizendo ¡Ya basta! Todas as minorias na hora de falar e maiorias na hora de se calar e aguentar. Todos os intolerados buscando uma palavra, sua palavra. Tudo que incomoda o poder e as boas consciências, este é Marcos." (Subcomandante Marcos, 28-3-94 )
A Senhorita B. não gosta de política. Mas assim como o subcomandante Marcos, ela tem o rosto do mundo.

9 comentários:

Personagem Principal disse...

Sabe quando vc começa a ler um texto, não entende onde o autor quer chegar e, no fim, pensa em como jamais aquilo sairia da sua cabecinha ôca?

Anônimo disse...

viva o EZLN , pode vir criança,velho,mulher que não nos importamos em matar !
tudo pela revolução comunista , a mais assassina e sanguinária da história, tudo em prol da igualdade e da justiça social
avante Marcos e Renata Belmonte, a comunistinha caricata

Renata Belmonte disse...

Mais uma vez:
A Senhorita B. não gosta de política. Muito menos, eu, Renata Belmonte. Comunistinha caricata? Bom, realmente você, quem quer que seja, não tem a menor idéia de quem sou. E, pelo visto, está tão exaltado que acabou interpretando mal o post. Não importa. Porque, de certo modo, seu anônimato acaba repetindo o comportamento tão terrível que você reputa ao comandante Marcos. Mesmo assim, será sempre bem-vindo por aqui. Só peço que, da próxima vez, venha em paz.

aeronauta disse...

Como tem gente invejoso nesse mundo, Renata...

Rafael disse...

Viva a liberdade de expressão!
Sem ela
Nós que gostamos de falar
Não somos nada

anjobaldio disse...

Cheguei aqui através do simulador. Adorei teu blog. Muito belo.Vida longa e um grande abraço.

SANDRO ORNELLAS disse...

Parabéns pelo blog e pelos posts, Renata.

Gustavo disse...

Renata, qual teu mail? Abçs (mand pro meu gustavosilvassa@gmail.com. abçs

Anna disse...

Adoro essa declaração e é bem bacana vc trazê-la pro seu blog :)