14 de ago de 2009

Minha vida sem mim


Para as netas pequenas, a avó conta a história da personagem de Joan Crawford, no filme Almas em Suplício. Segundos depois, a mãe das crianças chega e não gosta de presenciar tal situação. Já apenas na companhia das filhas, ela fala algo assim:

- Não se impressionem com o que a vovó contou. Ela precisa dessas histórias, nenhum dos seus sonhos se realizou, ela não fez nada do que quis.

A cena acima narrada pertence ao filme Minha vida sem mim. E, apesar de breve, eu jamais a tirei da cabeça, foi a coisa mais triste que já vi. A morte é uma certeza para todos. Mas não realizar seus sonhos e viver o enredo dos outros significa estar morto em vida. É quase como tomar o título deste filme para si.
Ps: A atriz que representa a tal avó é Debbie Harry, vocalista do Blondie. Mais irônico, impossível.

8 comentários:

Miika disse...

Adoreeii seu blog, ja vou ate seguir! depois dá uma passadinha no meu blogdamiika.blogspot.com é sobre moda!
bjoos

Menina X. disse...

OIe Renataa estou criandoo um blog também,mas estou editando aindaa!!!!!!Seu blog está muuuuito lindo e eu me identifico muito com a sua escrita!! Sucesso pra ti :D beijos

Renata Belmonte disse...

Super obrigada, meninas!
Bjs

Lidi disse...

Fiquei curiosa para assistir esse filme. A fala da tal avó tocou fundo na menina sonhadora que habita em mim. Sem dúvida, não realizar nada do que sonhou é muito triste. Um beijo, Renata.

Paula Laranjeira disse...

Então a regra é lutar sempre, desitir jamais....tenho um longo caminho pela frente...mas chego lá...
O post nos faz pensar em nossas atitudes diante da nossa propria vida....abraços

Palatus disse...

Nossa, Renata...fiquei qurendo baixar esse filem. Ops...baixar sim, pq em correria de mestrado, num dá pra ver cinema...saudade dos Vestígios...ando sumido, mas vez ou outra passo por aqui. Bom domingo...Nilson, in sampa!

Viviane Costa disse...

Esse filme é massa, mas nem me recordava dessa passagem. FANTÁSTICA! Mortos-vivos são os maiores criminosos ambientais. Gasta-se energia, água e todos os recursos naturais para manter em sobrevida seres que não fazem a menor diferença. What a pitty!

Chorik disse...

Sabe que sempre fugi desse filme?